Histórias

Síndrome de Burnout e a importância da Liderança Humanizada

Tarsiane Diniz

Compartilhe:

Burnout

Um dos grandes desafios do mundo corporativo neste século, conseguir mitigar as questões de saúde mental no trabalho começa com uma gestão humanizada

Já há hoje muita clareza acerca do que é o burnout e como ele tem se tornado tão presente nos corredores das corporações. A síndrome, recentemente reconhecida como uma doença do trabalho pela Organização Mundial da Saúde, não faz distinção hierárquica e afeta de maneira transversal todos os setores das corporações.

Caracterizada por uma combinação de exaustão emocional, despersonalização e baixa realização profissional – os chamados três pilares da Síndrome de Burnout –, ela pode afetar significativamente a saúde mental e física dos colaboradores, além de impactar negativamente o desempenho e a produtividade da empresa como um todo.

Diante disso, é fundamental que os líderes de RH saibam como observar e diagnosticar eventos de Burnout em suas equipes e promover mudanças de comportamento que diminuam essa incidência dentro da companhia.

Burnout: sintomas visíveis na empresa

A área de Recursos Humanos tem um papel crucial na identificação da Síndrome de Burnout nas organizações. Existem várias estratégias que podem ser adotadas, mas, primeiramente, os líderes de RH precisam entender algo bem específico sobre o burnout: o que é? Para isso, é preciso estar ciente e atento aos sinais e sintomas da síndrome.

Fadiga constante, baixa produtividade, falta de motivação, mudanças de humor e comportamento, isolamento social, dificuldade em cumprir prazos e baixa autoestima são alguns dos sinais que devem acender um alerta na gestão de talentos.

Além disso, os líderes de RH devem realizar avaliações regulares para identificar possíveis casos de Burnout em sua equipe, o que pode incluir questionários e entrevistas individuais para avaliar o estado emocional e o nível de estresse dos funcionários.

A escuta também é uma estratégia importante. Os líderes de RH devem estar sempre disponíveis para ouvir seus colaboradores, que podem relatar problemas pessoais ou profissionais que possam estar afetando sua saúde emocional.

Como os líderes levam ao burnout?

Uma pesquisa da Gattaz Health & Results, empresa de saúde mental liderada pelo cientista Wagner Gattaz, presidente do Conselho Diretor do Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo, mostra que 18% dos profissionais brasileiros sofrem com burnout.

Não por acaso, na pesquisa Carreiras dos Sonhos 2022, o aspecto do trabalho que os brasileiros acham mais importante é de que forma essa ocupação afeta seu bem-estar e qualidade de vida, não importando a idade ou senioridade do cargo.

Segundo os dados da Cia de Talentos, na percepção das pessoas, houve, nos últimos anos, uma piora no bem-estar e nas sensações de sobrecarga e de exaustão. Para reverter essa situação, é preciso identificar na empresa as causas da síndrome de burnout.

Muitos profissionais relacionam o esgotamento profissional conhecido como síndrome de burnout com problemas de liderança. A alta demanda para produzir mais em menos tempo é um dos principais fatores que levam ao burnout, mas o risco aumenta quando a situação acontece em um ambiente de pouca autonomia e em uma organização com problemas de comunicação interna.

Qual a importância da liderança humanizada para enfrentar problema do burnout nas organizações?

Além de ser um problema importante de saúde mental, ao afetar negativamente a produtividade, a satisfação dos funcionários e a retenção de talentos, a Síndrome de Burnout pode ter um impacto significativo no sucesso das empresas a longo prazo.

Existem várias medidas que um líder de RH pode tomar para prevenir e lidar com o burnout, mas uma liderança humanizada, que promova uma cultura de cuidado e respeito e um ambiente de trabalho saudável e positivo, é uma das principais delas.

Segundo a pesquisa Carreiras dos Sonhos 2022, a melhor maneira das organizações apoiarem o bem-estar é construindo relações mais humanas, com mais confiança e autonomia, e oferecendo programas voltados para saúde física e mental.

Promovendo equilíbrio entre vida pessoal e profissional

Uma das principais causas do Burnout é a falta de equilíbrio entre vida pessoal e profissional. Por isso, é fundamental que os líderes promovam uma cultura que valorize o tempo livre e o descanso dos funcionários. Horários flexíveis, trabalho remoto e incentivos para o uso de férias são algumas das medidas concretas nesse sentido.

Criando um ambiente de trabalho saudável e positivo

Os líderes devem se esforçar para criar um ambiente seguro, colaborativo e positivo, onde os funcionários se sintam valorizados e apoiados. Isso pode incluir incentivar a comunicação aberta, oferecer oportunidades de desenvolvimento profissional e garantir que as demandas de trabalho sejam razoáveis e realistas.

Oferecendo treinamento em gerenciamento de estresse

O gerenciamento de estresse é uma habilidade importante para prevenir o Burnout. Os líderes podem oferecer treinamento para os colaboradores, a fim de ajudá-los a lidar com esse problema de forma saudável, através de programas de meditação ou aconselhamento.

Síndrome de burnout: tratamento

Os programas de bem-estar são outra forma eficaz de prevenir a síndrome de Burnout. Os líderes podem oferecer programas de bem-estar que incluem atividades como yoga e outras práticas de autocuidado e atividades físicas. Isso pode ajudar os funcionários a lidar com o estresse de forma saudável e a desenvolver habilidades de resiliência.

O esgotamento profissional também atinge as lideranças

É fato que a sobrecarga e a exaustão afetam mais as mulheres, os membros de grupos minorizados e os mais jovens, mas a tendência, na verdade, é global. Se 46% dos jovens entrevistados na pesquisa Carreiras dos Sonhos 2022 se dizem mais exaustos do que antes, o número não é muito menor entre a alta liderança: 38%.

Líderes esgotados tendem a criar um ambiente mais estressante para seus subordinados, começando um círculo vicioso que transforma o esgotamento profissional e o burnout em um problema que atravessa as organizações. Por isso, é importante que os líderes entendam a si mesmos, para que possam inspirar e empoderar outros.

Esse é um dos objetivos centrais do nosso programa de Liderança Pessoal e Desenvolvimento de Equipe, no qual ajudamos as pessoas a desenvolver e compreender como equilibrar competências e comportamentos de liderança e lidar com desafios complexos enquanto treinam sua equipe e demonstram resiliência pessoal.

Tarsiane Diniz

Tarsiane Diniz

Latin America Communication, Marketing & Social Transformation Director at Hult EF

Marketing, Public Relations, and Social Transformation Professional always willing to bring her creative eye and energy to connect people and common goals.

I believe my career is not about the digital campaigns I launch or the events I host. It's about the positive impact I can generate, about the transformations I lead and the results I produce for my team, the company I work for, and society.

My life trajectory has made me a person who “dreams big”, which makes me see opportunities in all places and people. People can change the world and the differences between us make the world better.

Get in touch on LinkedIn https://www.linkedin.com/in/tarsianediniz

Read more
Close
Tarsiane Diniz

Tarsiane Diniz

Marketing, Public Relations, and Social Transformation Professional always willing to bring her creative eye and energy to connect people and common goals. I believe my career is not about the digital campaigns I launch or the events I host. It's about the positive impact I can generate, about the transformations I lead and the results I produce for my team, the company I work for, and society. My life trajectory has made me a person who “dreams big”, which makes me see opportunities in all places and people. People can change the world and the differences between us make the world better. Get in touch on LinkedIn https://www.linkedin.com/in/tarsianediniz

Como desenvolver resiliência por meio da meditação

Explore mais histórias

Resiliência

Histórias

Como a resiliência na liderança impacta na inovação da empresa

Leia mais
Aprender com o erro

Histórias

Capacidade de aprender com o erro transforma colaboradores em agentes de mudança

Leia mais
Poder do Contexto

Histórias

Estilos de liderança essenciais para conduzir a empresa para o futuro

Leia mais
Contact us at Hult EF

Estamos aqui para ajudar.

Adoraríamos manter contato com você, e nossa equipe de especialistas está pronta para ajudar.

Entre em contato

Preencha nosso formulário para ser contatado.

Close

Preencha nosso formulário para ser contatado.

Entre em contato

+1

Eu gostaria de obter informações sobre...

Idiomas e Comunicação
Educação Executiva
Coaching Executivo
algo mais

Comentários

*

Ligue para nós

+55 11 2122 9000